terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Os (20) melhores filmes de todos os tempos

Os melhores filmes de todos os tempos.

As listas são sempre arbitrárias e complexas. O site "Melhores filmes" faz diversas listas - os critérios estão lá. O blog aqui concorda em quase tudo. Está faltando Glauber Rocha (1942-1981).
O blog destaca Era uma vez em Tóquio e A doce vida. Mas não entende os motivos pelos quais Touro indomável e Quanto mais quente melhor figuram na lista. Toda lista causa controvérsias, convergências e divergências.


Cidadão Kane (Orson Welles)
1941


A Regra do Jogo (Jean Renoir)
1939


Um Corpo Que Cai (Alfred Hitchcock)
1958


8 ½ (Federico Fellini)
1963


2001, uma Odisséia no Espaço (Stanley Kubrick)
1968


O Poderoso Chefão 2 (Francis Ford Coppola)
1974


O Encouraçado Potekim (Sergei Eisenstein)
1925


Cantando na Chuva (Stanley Donen)
1952


O Poderoso Chefão (Francis Ford Coppola)
1972

10º
Era Uma Vez em Tóquio (Yasujiro Ozu)
1953

11º
Os Sete Samurais (Akira Kurosawa)
1954

12º
Rastros de Ódio (John Ford)
1956

13º
A Aventura (Michelangelo Antonioni)
1960

14º
Ladrões de Bicicletas (Vittorio De Sica)
1948

15º
A Paixão de Joana D'Arc (Carl Theodor Dreyer)
1928

16º
Lawrence da Arábia (David Lean)
1962

17º
O Touro Indomável (Martin Scorsese)
1980

18º
Acossado (Jean-Luc Godard)
1960

19º
A Doce Vida (Federico Fellini)
1960

20º
Quanto Mais Quente Melhor (Billy Wilder)
1959

15 Comentários

Lisandro Nogueira disse...

Site Os melhores filme. wwww.melhoresfilmes.com.br

Anônimo disse...

Sempre tenho a impressão que essa lista nunca sai do lugar. Jovens pensantes, façam uma lista nova. Por favor. O mundo não acabou. Embora, como noticiou o Casseta: "Com a crise, Deus antecipa o fim do mundo e faz jogo despedida"
joao fantini

Caroline disse...

Professor,
gosto muito do Billy Wilder, principalmente pelas ironias e a forma como ele consegue brinca com o expectador. Confesso que algumas vezes não sei se ele está interagindo ou 'tirando um sarro' conosco do outro lado da tela.
Concordo que acho listas um pouco problemáticas, mas são úteis para pessoas, assim como eu, que estão interessadas em assistir a filmes que tenham algo para acrescentar.
Independente da lista, gostaria de saber qual sua opinião sobre o cinema de Wilder e se o considera como produtor de 'entretenimento inteligente' como disse Ana Lúcia Andrade.

Muito Obrigada

Caroline.

Lisandro Nogueira disse...

Caroline,
Bily Wilder é muito mais que um "entretenimento inteligente". Willder fez um filme primoroso sobre Hollywood: "Crepúsculo dos deuses". Esse filme, além de mostrar os bastidores danosos da indústria do cinema, faz uma profunda reflexão sobre os limites da vaidade humana. Willder introduz na narrrativa clássica dois ingredientes: diálogos inteligentes ("Testemunha de acusação" é o melhor filme sobre o mundo jurídico que já vi) e a crítica mordaz ao mundo que hoje denominamos Sociedade do Espetáculo (Montanha dos sete abutres e Crepúsculo).
* Filmografia de Billy Wilder (alguns filmes disponíveis na Cara Vídeo - Goiânia - 3223 6622).
1981: Amigos, amigos, negócios a parte (Buddy Buddy)

1978: Fedora

1974: A primeira página (Front page, The)

1972: Avanti... Amantes a italiana (Avanti!)

1970: A vida íntima de Sherlock Holmes (Private life of Sherlock Holmes, The)

1966: Uma loura por um milhão (Fortune cookie, The)

1964: Beija-me, idiota (Kiss me, stupid)

1963: Irma La Douce (Irma La Douce)

1961: Cupido não tem bandeira (One, two, three)

1960: Se meu apartamento falasse (Apartment, The)

1959: Quanto mais quente melhor (Some like it hot)

1957: Testemunha de acusação (Witness for the prosecution)

1957: Águia solitária (Spirit of St. Louis, The)

1957: Um amor na tarde (Love in the afternoon)

1955: O pecado mora ao lado (Seven year itch, The)

1954: Sabrina (Sabrina)

1953: Inferno nº 17 (Stalag 17)

1951: A montanha dos sete abutres (Big Carnival, The)

1950: Crepúsculo dos deuses (Sunset Boulevard)

1948: A mundana (A foreing affair)

1948: Valsa do imperador (Emperor Waltz, The)

1945: Farrapo humano (Lost weekend, The)

1944: Pacto de sangue (Double Idemnity)

1943: Cinco covas no Egito (Five graves to Cairo)

1942: A incrível Suzana (Major and the minor, The)

1934: Mauvaise gaine

Lisandro Nogueira disse...

João,
As listas são mesmo complicadas. Mas em quase todas aparecem os mesmos filmes. Quais os motivos? São os cânones do cinema? Eu não tenho uma resposta rápida. Mas que Cidadão Kane mudou o cinema, isso eu tenho certeza...Regra do Jogo é um grande filme? Concordo!! Acossado merece constar nas listas? Sim! Outros filmes tb. são bons e deveriam constar? Sem dúvida alguma. Penso que nós devemos pensar as novas listas. Eu não incluíria Tarantino, por exemplo.

Rodrigo Cássio disse...

Não gostei muito dessa lista. Penso que ela indica filmes relevantes, em vista dos rumos que o cinema tomou desde os anos 1960/70 (é uma lista mais moderna que clássica), mas algumas obras foram supervalorizados.

"A Regra do Jogo", por exemplo. Também não vejo em "O Poderoso Chefão" um mérito tão grande, mesmo me esforçando para aceitar a sua importância histórica (pois se eu ficasse no gosto pessoal, garanto que a trilogia não teria lugar na minha lista). "Acossado" e "Ladrões de Bicicleta" deviam subir de posição. Assim como "A Doce Vida", que, a meu ver, é um filme de Fellini melhor que "8 1/2" - a despeito de toda a inventividade da narrativa em abismo.

Não lembraram de "Hiroshima mon amour". Esqueceram o Glauber Rocha. E Jodorowsky? Onde está Fassbinder? "Roma, cidade aberta"? Dziga Vertov? Griffith não poderia faltar.

Mas, pensando bem, essas listas valem mais para que lembremos dos filmes que não foram citados do que para concordamos ou não com elas!

Anônimo disse...

Para mim, os MELHORES FILMES DA HISTÓRIA são:

O Encouraçado Potekim
2001, uma Odisséia no Espaço
O Sétimo Selo
Rashomon
Cidadão Kane
Era uma Vez no Oeste
O Anjo Exterminador
O Poderoso Chefão 2
O Touro Indomável
Luzes da Cidade
Um Corpo Que Cai
Aurora
Crepúsculo dos Deuses
Jules e Jim - Uma Mulher para Dois
Apocalypse Now
Em Busca do Ouro
Nós que nos amávamos tanto
M, o Vampiro de Dusseldorf
Um Estranho no Ninho
Amarcord
A Felicidade Não Se Compra
Ladrões de Bicicletas
Lawrence da Arábia
O Espelho (Andrei Tarkovsky)
Laranja Mecânica
Vinhas da Ira
O Diabo a Quatro
Manhattan
O Pagador de Promessas
Pulp Fiction - Tempo de Violência
Blade Runner, o Caçador de Andróides
O Silêncio dos Inocentes (
Cidade de Deus
Os Eleitos
Beleza Americana
Hombre mirando al Sudeste
Cinema Paradiso
Além da linha vermelha
Samsara (Pan Nalin)
O senhor dos anéis
Peixe Grande
Herói (Zhang Yimou)

abraços
Max

João Angelo Fantini disse...

Lisandro,
vc sabe a explicação do porque a lista é sempre a mesma. Conhecemos quem faz as listas e como se faz para se tornar discipulos deles: fazendo as mesmas listas.
ps. Tarantino de quem eu gosto muito, não entraria via estética. Porém, Pulp Fiction tem valor histórico sobre a década de 90. Matrix condensa um momento histórico da subjetividade humana tal qual Ladrões de Bicicleta. O resto, o tempo dirá. Um dia o lugar do mestre se torna cômico.

Marco A. Vigario disse...

Haha... Muito divertido esse comentário do Fantini. Também não gosto muito dessas listas de clássicos, sempre monótonas e sempre supostamente objetivas no seu julgamento estético. Prefiro as listas subjetivas, baseadas em gostos pessoais. Essas, sim, são esquisitas e interessantes. Na minha lista pessoal entrariam Visconti, Meliès, Fellini, Hitchcock, Coppola, Kubrick, Friedkin, Spielberg, Eastwood, Allen e alguns outros que com certeza estou esquecendo agora.

Marco A. Vigario disse...

Almodóvar, Kar Wai...

Lisandro Nogueira disse...

Marco Aurélio, as listas são mesmo complicadas. Mas elas ajudam a criar parâmetros. E nos ajudam a elaborar a nossa própria lista. Uma pergunta: na sua lista não entra Glauber Rocha?

Marco A. Vigario disse...

Não ignoro a importância do Glauber, Lisandro. Mas como a minha lista é baseada exclusivamente no gosto pessoal, ele não entra não.

Marcus Fidelis disse...

Lisandro,

Obrigado pelas indicações. Assisti a Testemunha de Acusação na companhia de duas grandes atrizes e ficamos todos surpresos com essa maravilha, em especial por termos conhecido Charles Laughton. Um dos melhores programas nas férias.

Anônimo disse...

Lisandro, não sei o porque mas essas listas de melhores e piores filmes sempre são tendenciosas. Acho que o próprio telespectador poderia definir sua própria lista de filmes, assim não aconteceria o que normalmente acontece.

Anônimo disse...

Melhor site para ver lista de filmes www.imdb.com, pois ela sempre está mudando e quem escolhe são os telespectadores. Não apenas uma unica pessoa.

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo! Participe!

 

Blog do Lisandro © Agosto - 2009 | Por Lorena Gonçalves
Melhor visualizado em 1024 x 768 - Mozilla Firefox ou Google Chrome


^