segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Quem quer ser milionário?

Quem quer trocar seis por meia dúzia?


Caroline Pires*

Apesar de querer nos fazer engolir uma historinha romântica sem pé e nem cabeça, Quem quer ser um milionário? vale por apresentar um pouquinho de Bollywood. Eu confesso que nunca tinha visto um filme feito a esses moldes, mas admito não foi difícil acostumar meu olhar. Como o próprio nome sugere, assim como a indicação e os prêmios ao Oscar, "Bollywood" é o irmão mais novo de Hollywood.


Os personagens são construídos para gerar comoção do expectador pelo seu sofrimento e assim conseguir prender a atenção por duas horas. O típico filme que você não vai assistir suas vezes.

Quem quer ser um milionário? conta a infância e adolescência de Salim e Jamal, dois irmãos de uma favela em Mumbai que, após a morte de mãe, fogem e devem aprender a vivem em um ambiente mais hostil e violento do que a favela. Acompanhados de uma menininha, que na primeira vez que aparece na tela já sabemos que anos depois vai fazer parte de um romance, eles passam por momentos de fome, abuso e falta de perspectiva. A música frenética é o ingrediente básico do filme, e é usado da mesma maneira que no cinema comercial americano, e nos dá a oportunidade de ouvir a música ‘pop’ indiana ao invés de baladinhas em inglês.

Apesar de ser previsível Quem quer ser um milionário? tem uma bela fotografia de Mumbai e do interior a Índia. Uma das primeiras seqüências nos coloca dentro da favela, à medida que as personagens correm por caminhos estreitos somos apresentados a um mundo de pobreza um tanto caótico. Esta necessidade de apresentar a feia face de um país lembra Cidade de Deus e Tropa de Elite.


No final fiquei com a sensação de ter trocado seis por meia dúzia ao optar por assistir Quem quer ser um milionário?. A construção da história não foge da receita norte-americana da estética high concept: personagens superficiais, música marcando a velocidade da narrativa, final feliz, derrota do mal e vitória do bem. Quem quer trocar seis por meia dúzia, assista Quem quer ser um milionário.
* Caroline Pires é minha aluna no TCC na Facomb-UFG.
* Programação dos filmes em cartaz: ver nos links - do lado direito do blog.

22 Comentários

Anônimo disse...

Gostei do título do texto da Caroline. Gostei do texto tb. Vi o filme de novo. Não gostei tb. (lisandro)

Anônimo disse...

O pior de tudo isso é que ganhou de Benjamin Button, a obra-prima de David Finsher.. que vergonha pra quem votou..

Anônimo disse...

Benjamim Button é um filme arrastado, erraram a mão na dose. Quem quer ser milionario tem roteiro e edição impecáveis e é diversão na certa, votaria nele.

Anônimo disse...

Bom dia!! blogueiros, esse filme que ganhou o Oscar é muito ruim. Existem filmes bem melhores em cartaz, como "Foi apenas um sonho", "O lutador" e "O curioso caso...". A cena do menino caindo na merda é chocante e gratuita. Os indianos têm razão em reclamar. Não se pode macular um país com um filme fraquíssimo. João Ernesto Pina

Anônimo disse...

Lisandro....gostei de sua crítica e apesar de você ser professor de cinema eu tenho que dizer aqui algumas palavras."Apesar de ser um filme previsivel"???? Quem quer ser...é tudo, menos previsível!
Acho que você confundiu com O curioso caso de Benjamin Button, não? O filme é inteligente,inovador e realista.Não a toa foi indicado e ganhou o oscar.E muito mais por ter ganho o oscar, sentimos um gosto de vitória.Vitória de todos os países que nem chegam a concorrer a filmes e prova a Hollywood que existe vida inteligente também fora do "mundinho" da academia.
E só finalizando,para corrigir seu erro,como você mesmo disse:" O típico filme que você não vai assistir "suas" vezes".
Muitos vão assistir sim!!!
Os nossos...os seus...as suas...
todos...aqueles que acreditam num sentimento tão gasto hoje em dia mais mesmo assim ainda sobrevive:Fé!

Junior Ribeiro
junior.movies@hotmail.com

Lisandro Nogueira disse...

Olá Junior,
boa participação!! Bom, não gostei do filme. É aquele velha história do altruismo gratuito, da mente positiva, "querer é poder" e assim vai...o filme não problematiza, apela e, como cinema, não acrescenta muita coisa. Leia o texto do Inácio Araújo - o primeiro no blog. E, se possivel, leia tb. sobre o "Olhar domesticado" - nos posts do mês de janeiro. Um abraço de fé, lisandro

Anônimo disse...

Ahhh não. Ainda estão dando bola pra Oscar. Que que é Oscar mesmo?

Um amante dos prazeres disse...

Gostei muito do filme. e fiquei bem feliz com o premio que o filme ganhou. O terceiro mundo está chegando!

Leonardo Priori disse...

Grande porcaria esse filme!

Anônimo disse...

"Benjamim Button"? ou "Forrest Gump 2"? Obra Prima de Fincher? Delírio. Procurem por um vídeo chamado "The Curious Case Of Forrest Gump" e tirem suas conclusões.

Gostei de "Milionário". Se fosse pra ver um iraniano chatíssimo sobre uma folha pousada numa lagoa sem trilha sonora, eu iria ver o iraniano. Sorte nossa que "Milionário", mesmo a la Hollywood, é intenso, divertido, cativante e up! Coisa rara hoje em dia.

http://video.google.com/videosearch?q=benjamim+button&emb=0#q=benjamim+button+forrest+gump&emb=0

Anônimo disse...

Um dos pontos mais baixos do Oscar em relação à esse filme na minha opinião nem foi de Melhor Filme, mas de Melhor trilha sonora... Já basta a India está na moda hoje [novela, filme e Oscar]... cadê aquele Oscar de uns 6 anos atrás? Não gostei msm do resultado.

Agora na espera do MTV Movie Awards...

Lisandro Nogueira disse...

O filme é fraco e até agora a pergunta não foi respondida: quais os motivos para ganhar tantos prêmios?
Na próxima sexta-feira estréia um filme importante: "Entre muros". Sobre a educação multiracial na França. Observem o tratamento das questões sociais entre esse filme e o inglês/indiano.

Anônimo disse...

Gente! Vocês estão preocupados demais em comparar os filme com o livro,ligações com novela,procurando erros e desculpas...sendo que deveriam falar sobre o filme em si.A arte do filme.Acho que o motivo disso se chama:sucesso.E mais, sucesso com qualidade.O filme é Excelente!!! E pela primeira vez em anos o Oscar acertou,elegendo um filme não americano e com merecida honraria.Palmas pro elenco e para o diretor Boyle.

Junior Ribeiro

Anônimo disse...

Gente! Vocês estão preocupados demais em comparar os filme com o livro,ligações com novela,procurando erros e desculpas...sendo que deveriam falar sobre o filme em si.A arte do filme.Acho que o motivo disso se chama:sucesso.E mais, sucesso com qualidade.O filme é Excelente!!! E pela primeira vez em anos o Oscar acertou,elegendo um filme não americano e com merecida honraria.Palmas pro elenco e para o diretor Boyle.

Junior Ribeiro

Anônimo disse...

Gente! Vocês estão preocupados demais em comparar o filme com o livro,ligações com novela,procurando erros e desculpas...sendo que deveriam falar sobre o filme em si.A arte do filme.Acho que o motivo disso se chama:sucesso.E mais, sucesso com qualidade.O filme é Excelente!!! E pela primeira vez em anos o Oscar acertou,elegendo um filme não americano e com merecida honraria.Palmas pro elenco e para o diretor Boyle.

Junior Ribeiro

Caroline disse...

Boa tarde Júnior, só um comentário, apesar do filme ser 'não americano' e ser composto por atores indianos, o modo como a produção foi feita segue a receita de sucesso dos filmes americanos. Além disto a produção contou com vários profissionais britânicos. Como você deve ter visto as pessoas que ganharam os outros prêmios não são indianos (a não ser o compositor da trilha sonora). Acredito que além de 'o filme é bom' ou 'o filme é ruim' devemos pensar 'por que e o que faz o filme bom/ruim' e mais do que isso.. discutir porque todos nós costumamos ter essa necessidade de classificação de filmes.
Sobre o elenco...estou curiosa para ver Doubt... creio que se transformará em português em 'Dúvida'... ele teve uma indicação de melhor atriz e 2 de melhor atriz coadjuvante. Estou esperando boas atuações.
Obrigada.

Lisandro Nogueira disse...

Gostei dos comentários do Junir e do seu, Caroline. Bom diálogo,
Lisandro

Anônimo disse...

....Só para constar....
alguém já viu uma propaganda de uma operação de telefonia....falando sobre a abertura de froteiras....
e sobre um "certo" filme indiano?
Rs...

Que bom que as fronteiras de cinema também estão se abrindo...não é?!

Junior Ribeiro

Anônimo disse...

Benjamin Button é um filme inesquecível que agora os indianos estão querendo copiar.

Bollywood Producers Warned Against Button Remake
7 April 2009 9:15 AM, PDT


The Hollywood producers behind The Curious Case Of Benjamin Button are threatening legal action against Bollywood filmmakers over their plans to remake Brad Pitt's Oscar-winning movie.

Pitt starred alongside Australian actress Cate Blanchett in last year's film, about a man who ages backwards.

The Times of India reported last month that Bollywood actors Akshay Kumar and Aishwarya Rai were set to star in similar film called Action Replay.

Producers at Warner Brothers and Paramount placed advertisements in the paper and local trade publications on Monday, warning Bollywood film producers not to proceed with a planned Hindi remake.

A New Delhi law firm representing Warner Brothers will pursue legal action against any film made “either in English or Hindi or other language, having a similar script, screenplay or story line or character sketches or interplay of characters or sequence of events” to the original movie, reports Agence France-Presse.

Fonte: WENN, do melhor site de cinema IMDB

Se Benjamin Button não fosse tão bom assim, pq agora Bollywood quer fazer remake?

Anônimo disse...

Eu achei legalsinho o filme, mas acho que nao é tao bom pra ser um merecedor de oscar, pois existem filmes muitos melhores que poderia ser Oscar de melhor filme do ano.
acho o que foi marcante neste filme foi a historia que impressiona as pessoas por ver que um o preconceito das pessoas aquelas mais pobres. por ser pobre e ter um historico de vida incondicional nao poderia responder uma pergunta de progama de tv.Mas o garoto respondia as perguntas em base no que ele viveu em toda sua vida sofrida. mesmo assim na minha opiniao existem melhores, mas nao deixa de selme. ele nao é bom, bom, estilo bom ótimo. mas é legalzinho.
Vivian lay

Anônimo disse...

vivianlay_oli@hotmail.com
assisisti 2 vezes o filme. gostei mais acho que nao merecia o Oscar. vivian

Anônimo disse...

Uma das primeiras seqüências nos coloca dentro da favela, à medida que as personagens correm por caminhos estreitos somos apresentados a um mundo de pobreza um tanto caótico. Esta necessidade de apresentar a feia face de um país lembra Cidade de Deus e Tropa de Elite.


1º ano A Ced 3!0

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo! Participe!

 

Blog do Lisandro © Agosto - 2009 | Por Lorena Gonçalves
Melhor visualizado em 1024 x 768 - Mozilla Firefox ou Google Chrome


^